MÚSICA

LISBON UNDERGROUND MUSIC ENSEMBLE

19 de julho quinta-feira · 21:30

 

Composição, direção, piano Marco Barroso

Flauta Manuel Luís Cochofel

Clarinete soprano Paulo Gaspar

Saxofone Soprano João Pedro Silva

Saxofone Alto Ricardo Toscano

Saxofone Tenor José Menezes

Saxofone Barítono Paulo Gaspar

Trompetes Jorge Almeida, Gonçalo Marques, Pedro Monteiro

Trombones Ruben Santos, Eduardo Lála, Pedro Canhoto

Baixo Elétrico Miguel Amado

Bateria Vicky Marques

 


Astromassa

 


New trance

 


Sandesblast

 


Festa

 


Pólen

 


Festa

 


Freestyle boogie

 


Lux

 

       

O Lisbon Underground Music Ensemble (L.U.M.E.) é um projeto criado e dirigido por Marco Barroso. O ensemble de 15 instrumentistas é composto por alguns dos mais experientes músicos de jazz e música erudita em Portugal e inspira-se na tradição da big band, mas atualiza esse discurso de forma inteligente e irónica. A música de L.U.M.E. combina a composição escrita com improvisação e viaja entre universos aparentemente tão distintos como o funk e a música textural, o boogie woogie e ambientes impressionistas… com requintes Zappianos!


       

BIOGRAFIAS

   

L.U.M.E. — LISBON UNDERGROUND MUSIC ENSEMBLE


L.U.M.E. — Lisbon Underground Music Ensemble

O L.U.M.E. - Lisbon Underground Music ensemble é um projeto do compositor Marco Barroso, que tem o objetivo de criar um espaço de expressão da sua música, num contexto orquestral particular, com afinidades no modelo clássico da Big Band. Constituído por alguns dos músicos mais experientes da cena jazz e erudita nacional, L.U.M.E. é uma proposta verdadeiramente original. Seja por uma dramatização (muitas vezes irónica) das práticas e vocabulários que passam pelo jazz, rock ou música erudita, seja pela incursão no experimentalismo, a música de Marco Barroso e do L.U.M.E. reconstrói, de forma original e pertinente, a carga patrimonial do “bigbandismo”, fugindo assim aos seus padrões mais convencionais e abrindo novas e refrescantes perspetivas estéticas. Nascido em 2006, o L.U.M.E. lançou, em outubro de 2010, o seu primeiro disco, pela editora JACC Records. Desde então tem vindo a apresentar-se em numerosos festivais e concertos. Em setembro de 2013 a editora holandesa Challenge Records reeditou o seu primeiro disco, homónimo, distribuindo-o internacionalmente. Mais recentemente, a formação apresentou-se no Hot Clube de Portugal, no Teatro Municipal da Guarda, no Festival Jazz em Agosto da Fundação Calouste Gulbenkian e no ciclo Outono em Jazz da Casa da Música. Foi ainda responsável pela criação do concerto inaugural dos 25 anos do Guimarães Jazz. Em 2016 o L.U.M.E. realizou a sua primeira digressão europeia, apresentando-se na Bélgica, Holanda e num dos mais antigos e prestigiados festivais de Jazz da Europa, o Moers Festival, na Alemanha. Em julho desse mesmo ano, o segundo trabalho discográfico do ensemble, “Xabregas 10”, foi editado e distribuído mundialmente pela editora Clean Feed, gerando crítica prolífica e elogiosa por todo o mundo.