MÚSICA

DO RIO À BROADWAY

11 de julho quarta-feira · 21:30

 

Direção musical
Nuno Margarido Lopes

Contrabaixo
Pedro Sousa

Percussão
Pedro Silva

 

Coro Juvenil de Lisboa
Maestro titular Nuno Margarido Lopes

Louis Prima (1910-1978)

Sing, sing, sing!

 

Cole Porter (1891-1964)

Let's do it (Let's fall in love)

 

George Gershwin (1898-1937)

'S Wonderful

 

Vincent Youmans (1898-1946)

Tea for two

 

Kurt Weill (1900-1950)

Mack the Knife

 

Sholom Secunda (1894-1974)

Bei mir bist du schön

 

Gerald Marks (1900-1997) · Seymour Simons (1896-1949)

All of me

 

Tom Jobim (1927-1994)

A Garota de Ipanema

 

Cole Porter (1891-1964)

Night and Day


Quase quarenta anos separam duas canções que ouviremos neste programa: Tea for two e A garota de Ipanema. A primeira foi escrita por Vincent Youmans em 1925 para o musical da No, no, Nanette, e a segunda com música de António Carlos Jobim e letra do grande poeta brasiliero Vinicius de Morais ainda hoje é campeã de vendas discográficas. Durante o século passado, outros compositores, sobretudo norte-americanos, escreveram canções que fizeram história no cinema ou nos inúmeros palcos nova-iorquinos da Broadway e que ainda hoje permanecem grandes clássicos: Irving Berlin com Puttin' on the Ritz (1927), Cole Porter com Night and Day (1932), George Gershwin com 'S Wonderful (1927) ou Nacio Herb Brown com o grande clássico Singing in the Rain (1929) souberam recriar com as suas melodias uma época que, ainda hoje, trauteamos com gosto e alguma nostalgia.


         

BIOGRAFIAS

   

CORO JUVENIL DE LISBOA


Coro Juvenil de Lisboa

É coro residente no Teatro Nacional de São Carlos, com o qual tem colaborado e estabeleceu um protocolo desde a sua formação em 2011 pelo maestro Nuno Margarido Lopes. Este projeto estreou a 14 de maio de 2011 no Museu da Música e no Palácio Nacional da Ajuda. Dos concertos realizados destacam-se os seguintes artistas: Orquestra Metropolitana de Lisboa sob a direção do maestro João Paulo Santos; Festivais de Outono com o ator João Grosso (Teatro Aveirense); Gala Verdi 200 Anos (Grande Auditório da Culturgest); Festival Música em São Roque com a Orquestra Damas de São Carlos; Prémio Internacional Festival Terras Sem Sombra, concerto de homenagem a Teresa Berganza; 25 Anos de Carreira do soprano Elisabete Matos, no Teatro Nacional de São Carlos, com o Coro do TNSC; Orquestra Sinfónica Portuguesa; os solistas Aquiles Machado, Juan Pons e Elisabete Matos. Desde 2012 que tem participado anualmente no Prémio Festival Terras Sem Sombra, no Festival ao Largo e nas temporadas do Teatro Nacional de São Carlos, destacando-se as óperas Werther, El Gato Montés, Carmen e Pagliacci. Colabora também com a Embaixada de França em Portugal. Lançou o primeiro CD, com obras de Victor Palma, em dezembro de 2013.


         

NUNO MARGARIDO LOPES


Nuno Margarido Lopes

Estudou Piano com Alexei Eremine e Composição com Evgueni Zoudilkin. Em 1997 inicia a colaboração com a Orquestra Sinfónica Portuguesa e o Teatro Nacional de São Carlos onde se fixou e exerce atualmente funções de maestro correpetidor e assistente do maestro João Paulo Santos. Apresentou-se em concerto com Daniel Hope, Dimitra Theodossiu e Elisabete Matos. É diretor artístico e maestro titular do Coro Juvenil de Lisboa desde a sua fundação em 2011.


         

PEDRO ARAÚJO E SILVA


Pedro Araújo e Silva

Nasceu em Braga, tendo-se iniciado na música pela mão do seu avô Francisco Guilherme. Estudou no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian em Braga. É diplomado pela Escola Profissional de Música de Espinho, na classe de Miguel Bernat. Frequentou o Curso Livre de Percussão na Escola Superior de Música Artes e Espectáculo do Porto e Curso Superior de Instrumentista de Orquestra na Academia Nacional Superior de Orquestra, na classe do Prof. Jean-François Lézé. Neste momento é aluno na Escola Superior de Música de Lisboa na classe do Prof. Carlos Voss. Colaborou com o Grupo de Percussão e Orquestra de Câmara e Grupo de Percussão da Escola Profissional de Música de Espinho, com o Grupo de Percussão da Escola Superior de Música Artes e Espectáculo do Porto, Ensemble Metropolitano de Percussões, com a Orquestra do Norte, com o Quarteto de Jazz Nova Blue. Colaborou nas orquestras dos programas de televisão Parque Maior, Globos de Ouro e Dá-me Música. Colabora regularmente com a Orquestra Metropolitana de Lisboa, Orquestra Nacional do Porto, Orquestra Gulbenkian, Orquestra Clássica da Madeira, OrchestrUtópica. Colaborou também com o agrupamento Divino Sospiro e Ensemble Português de Trombones com quem gravou um CD, Orquestra de Sonhos participando na gravação ao vivo de um dvd com Da Weasel. Participou em master classes de percussão com Robert Van Sice, Emannuel Séjourné, Miguel Bernat, Graham Jones, Jan Pustjens, com os percussionistas Allen Otte, James Culley e Rusty Burge, The Percussion Group (Cincinatti) e com Nicolas Martanciow (solista da Orquestra de Paris). É desde outubro de 2000 Solista B na Orquestra Sinfónica Portuguesa. Fez parte do Ensemble RAUM, como baterista tal como do grupo “Lisbon Underground Music Ensemble” (Lume). É membro fundador do “4º Tempo” movimento cultural de Braga. Orientou a IV e V oficina musical na classe de percussão em Montalvo e participou comoprofessor no 2º Encontro Académico de Percussão de Setúbal. É baterista do quarteto de cordas “CORVOS” desde 2006. É Professor na Academia Nacional Superior de Orquestra (Metropolitana), na classe de percussão, desde 2008.